sexta-feira, 28 de maio de 2010

IMANÊNCIA


na gota se fez o orvalho
e tudo se encantou
no vento se fez o silêncio
e tudo se acalmou
no chão se fez o lamento
e tudo se espatifou
no sol se fez a chama
e tudo se queimou
no olhos se fez a verdade
e tudo se revelou
no céu se fez a imagem
de nuvens brancas formou
no som se fez a voz e de
transcendência musical virou
no mar se fez a onda
e tudo de maré quebrou
na arei se fez a força
e de rocha firme ficou
mas os dedos...
ó! os dedos!
que se fez de toques...
e nada tocou

(poema musicalizado por Artur Araújo)

Um comentário:

léo disse...

Psicodelico esse poema! show!