quinta-feira, 21 de julho de 2011

OU NADA MAIS...


Uma criança é nobre
de esperança
E segura uma flor na mão
Uma criança que nasce
Límpida ,ar de sábia
Desce o muro da vida
Em pleno contato com o ar
Fica na infância
Morre
E chora
Agora és desamparo
Desalento
Despedida
E grita
Para o vão
Do passado
E vira espasmos
Uma criança que
Nunca quis ser
Infância
Hoje nas veredas
Da vida é
Pois nasceu para ser
Um ser disforme
Um adulto
Um vulto
Pobre
A criança
Ou é criança ou nada mais...

Um comentário:

Wilson Vaccari disse...

Passando pra dar um alozinho e te desejar bom-dia.

Alô e bom dia!
;