domingo, 10 de janeiro de 2010

É preciso ir ao céu e ao inferno

É preciso ter o sofrer em suas entranhas
É preciso viver a dor em sua maior intensidade
É preciso suar frio e depois bem,bem quente!
É preciso tocar no passado querendo resgatá-lo
É preciso cortar ,rasgar e lutar
Morrer...
Morrer...
Todo dia!Constantemente!
É preciso olhar para o céu deitada num abismo profundo!
É preciso ter sonhos e sempre, sempre perder-los ...
É preciso ouvir uma música e chorar demasiadamente...
É preciso trazer uma vontade imensa de viver e não ,nunca viver !
É preciso transcender, olhando para o vai e vem do nada!
É preciso está a beira da loucura...
É preciso não acreditar em mas nada que se vê!
É preciso só sonhar e acordar e vê o peso sobre seu corpo!
É preciso deitar e não levantar ,sem forças!
É preciso amar muitas vezes intensamente e depois sangrar
..............................................................................................

Para sentir verdadeiramente a arte!

2 comentários:

Bruno Oliveira disse...

É isso mesmo, minha cara! "Viver é perigoso", já dizia Riobaldo Tatarana (Grande Sertão: Veredas). Viver implica contradições, desilusões... É assim mesmo, por isso vale tanto a pena!!

Gostei do teu estilo (dilacerador). Enxergo bem tuas referências de mui bom gosto (também as aprecio).

Forte abraço!!

Alessandra Zelinda Bessa disse...

Obrigada Bruno!

A arte tem que mover ,transceder,dilacerar algo no intimo do artista...
Para acontecer !Como diz Fernando Pessoa "A finalidade da arte não é agradar.A finalidade da arte é elevar!"

Grande abraço