terça-feira, 12 de janeiro de 2010

No Nirvana


......................

Lá existe o “tudo”
Que floresce no fim do mundo
O sol da vida ao amanhecer
Que todos querem ter
......................
Lá a música é o prazer
A dança é o viver
O poema marcha do dia-a-dia
Transcende e transforma a melancolia
........................
Lá o sonho; profundo delírio
Tirará o véu; como alívio
Adentrará a alma; esta canta!
Pois acabará dor tanta!
..........................

O amor conseguirá transparecer
Cairá a manta; e tu vês
A chave da vida será revelada
Paciente; conseqüentemente na estrada
...............................



...................................

4 comentários:

Raul Douglas disse...

adorei, é incrível como vc capta os sentimentos e a sensibilidade, e nos faz mergulhar no mundo dos sonhos.

Denis Moura disse...

Lindo o teu sentir do Nirvana, Alessandra.

Expressa a eterna busca da pessoa humana, o horizonte, o sempre a ser alcançado porque quando chegamos nele já há outro além a nos fazer desejar e pensar que lá, sim, nos sentiremos plenos.

Alessandra Zelinda Bessa disse...

Raul e Dênis ;

Muito grata pelos elogios
fico até com calafrios
não sei se sou merecedora
a verdade é que sou apenas uma amadora!

amaR.. doR.. a

Grande Abraço!

Alessandra Zelinda Bessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.